mapeamento_de_retina copia

O que é o mapeamento de retina?

Exame oftamológico complementar que avalia o fundo do olho. Nele é possível avaliar minunciosamente estruturas intraoculares importantes como a retina central e periférica, nervo óptico, vasos sanguíneos e o gel vítreo (conteúdo transparente que preenche o globo ocular).

Como é realizado ?

Primeiramente é necessário uso de colírios midriáticos para a dilatação pupilar. Além disso, equipamentos oftalmológicos como oftalmoscópico binocular indireto (capacete com luz) e uma lente de grande aumento que converge a luz para visualização das estruturas intraoculares.

O exame dura alguns minutos, não é necessário jejum prévio e o resultado geralmente sai logo em seguida. É prudente que o paciente traga acompanhante pois, após a realização do exame pode haver embaçamento visual, com duração de até 6 horas, devido a dilatação pupilar dificultando atividades como caminhar sozinho e dirigir.

Há contraindicações?

Todo adulto, criança e recém – nascido pode ser submetido ao exame. Em alguns casos de opacidades do sistema óptico (como uma catarata densa e alterações corneanas que deixam a córnea opaca) dificultam a realização do exame e um ultrassom ocular pode ser necessário.

Quando é indicado a realização do exame?

Devem realizar o exame pacientes com doenças oculares como alta miopia, inflamações, glaucoma, tumores intraoculares, descolamento de retina e demais alterações retiniana (degeneração macular), do nervo óptico e vasos sanguíneos (oclusão vasculares, hemorragias) e traumas oculares.
Prévio a alguns procedimentos cirúrgicos oculares também é necessário realizar o exame.

Diversas doenças sistêmicas podem afetar a visão e principalmente o fundo do olho. Portanto, pacientes com diabetes, hipertensão arterial sistêmica, doenças reumatológicas, doenças hematológicas e usuários de algumas medicações sistêmicas que podem ter como efeito colateral alterações na retina (por exemplo a cloroquina) devem realizar o exame.

Algumas vezes doenças sistêmicas são diagnosticadas pelo médico oftalmologista devido as alterações oculares encontradas no exame de mapeamento de retina e, principalmente em pessoas acima de 50 anos com queixas de piora da qualidade da visão.

Dependendo do histórico de saúde (geral e ocular) o médico oftalmologista irá orientar a periodicidade necessária para a realização do exame de mapeamento de retina e, se ainda não tiver sido realizado, quando realizar o primeiro exame.

O importante é visitar regularmente o seu médico oftalmologista e seguir as orientações na consulta de quais exames realizar e quando realizá-los para que você esteja sempre com a saúde ocular em dia.

Dr. Aristófanes Jr.
CRM-CE 13.188

Compartilhe esse artigo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Fechar Menu